Estudo de Caso - Paralisia Facial

Estudo de Caso - Paralisia Facial
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Paralisia facial é um distúrbio causado pela paralisia dos nervos daface, com incapacidade de fechar o olho, e mover o lábio do lado afetado, sensação de dormência ou fraqueza, sensação de pressão ou edema da hemiface afetada, alterações no paladar, intolerância a barulhos, olho ressecado e dores em torno do mesmo, assim como no ouvido do lado afetado.

Paralisia Facial - Estudo de Caso Clínico  

Estudo de Caso - Paralisia Facial

Sexo Masculino – 59 anos.

Resumo da Consulta: 

Repentinamente o paciente observou uma sensação de amortecimento no lado direito do rosto quando levantou-se pela manhã. Uma semana mais tarde foi ao hospital. O exame mostrou desaparecimento da ruga do lado direito da fronte, incapacidade de franzi as sobrancelhas, fala com dificuldade, boca torcida; sulco nasolabial raso, leve edema na face, língua torcida, salivação, deixando escapar liquido enquanto bebe dor no ouvido do lado afetado, irritabilidade, mau-cheiro e constipação.

Prescrição do lado afetado: 

Yangbai (VB 14), Taiyang (EX-HN5), Touwei (E8), Yintang ((EX-NH3), Zanzhu (B2), Yuyao (EX-HN4), Sizhukong (TA23), Jingmaing (B1), Sibai (E2),  Xiaguan (E7), Jiache (E6), Daying (E5), Yingxiang(IG 20), Heliao (IG 19), Dicang (E4), Chengjang (VC 24), Jiachengjang (EXTRA), Jinjin(EX-HN12), Yuye (EX-HN13), Fengchi (VB 20), Yifeng (TA17 ), Baihui (VG 20) e Hegu (IG 4). 

Conduta de tratamento: 

Aplicação da técnica de inserção superficial com a rotação de alta frequência. As aplicações foram feitas diariamente e após a sétima foi consulta melhora de todos os sintomas, embora ainda o paciente não pudesse abri completamente os olhos ou mesmo franzir as sobrancelhas. Ao fim de 15 aplicações, a melhora tornou-se bem melhor. O paciente estava completamente recuperado depois de 25 aplicações.

Estudo de Caso - Paralisia Facial

Explicação: 

A Acupuntura possui excelente efeito terapêutico no tratamento de paralisia facial periférica. Se o resultado clinico não for tão eficaz após 2 semanas de tratamento, sugere-se ao paciente tomar pó para o tratamento de bocas-tortas, composta de raiz de typhonium gigante, escorpião, minhoca, lírio e bile.

A dosagem diária varia de acordo com a condição individual. Durante o tratamento. O paciente é advertido a não digerir alimentos picantes, azedos ou bebidas alcoólicas. Pode-se também ao paciente dormi mais, falar ou ler menos, ser cuidadoso em evitar exposição ao vento e ao frio, além de colocar máscara sobre o rosto quando houver necessidade sair em dias frios.

Mas preferência aplicar o tratamento por acupuntura tão cedo quanto possível. O ataque de vento – frio, pois quando as sequelas aparecem, o tratamento por acupuntura é de pouca ajuda. Em alguns casos, a demora no tratamento pode causar problemas irreversíveis.

Fonte: Instituto Alma Consciente

Estudo de Caso - Paralisia Facial

 

Acupuntura no Tratamento da Paralisia Facial Periférica

No tratamento da paralisia facial periférica a acupuntura, especialidade fisioterapêutica, visa o processo de recuperação da funcionalidade dos músculos faciais acometidos pela lesão do nervo facial.

Através do equilíbrio energético corporal, a acupuntura auxilia no progresso junto com as técnicas fisioterapêuticas.

Na visão da acupuntura a paralisia facial periférica ocorre devido à penetração do vento que paralisa na região da face.

Os pontos de acupuntura abaixo trabalham na expulsão do vento e no retorno do fluxo natural do Qi pelos canais.

1) E1: Origem: ChengQi

Interpretação do Nome: “O recipiente de lágrima”, porque está situado logo abaixo do olho (pupila), como um recipiente de lágrimas.

Localização: Situa-se entre o bulbo ocular e a porção média da margem infraorbital.

Característica: Ponto de reunião com o Yang Qiao Mai e com o Ren Mai

Função energética: Ativa a circulação de sangue nos canais de energia; clarea a visão, dispersa o vento perverso do Yang Ming; dispersa o calor do Yang Ming.

2) E2 Origem: Sibai

Interpretação do Nome: “Quatro cantos nítidos”, porque esse ponto tem função de clarear a visão e enxergar os quatros cantos com nitidez.

Localização: Situa-se a três décimos de tsun ou a três fen distais ao E1, em uma depressão óssea sob a margem infra-orbital.

Função energética: Clarear a visão; faz a difusão do fígado; fortalece a vesícula biliar; elimina o vento perverso e o frio. Relaxa o Qi dos músculos faciais; remove a obstrução de Qi dos canais de energia principais; faz a limpeza do calor. 29

3) E3 Origem: Juliao

Interpretação do Nome: Cavidade gigante, porque está situado em uma grande depressão óssea.

Localização: Situa-se abaixo do E2, lateralmente ao sulco nasolabial, no cruzamento da linha horizontal que passa pela margem inferior da asa do nariz com a vertical traçada no nível da pupila.

Característica: Ponto de reunião com o canal de energia curioso Yang Qiao Mai.

Função energética: Ativa a circulação de sangue nos canais de energia; relaxa o Qi dos músculos faciais; dispersa o vento e o frio perversos.

4) E4 Origem: Dicang

Interpretação do Nome: Está situado na parte inferior da face, que corresponde a terra, e pela proximidade da boca, que é o armazém de cereais.

Localização: Situa-se a quatro décimos de tsun ou a quatro fen lateral ao ângulo da boca, na linha perpendicular da pupila.

Característica: Ponto de reunião com o canal de energia curioso VasoConcepação e com o Yang Qiao Mai.

Função energética: Regulariza a circulação de Qi e remove a obstrução de Qi dos canais de energia; fortalece as funções energéticas do Wei; relaxa o Qi dos músculos da face; dispersa o vento e o frio do Yang Ming.

5) E5 Origem: Daying

Interpretação do Nome: “Grande recepção”, porque recebe o Qi do canal de energia principal do estômago vindo do E1 e do E8, os dois são recebidos nesse ponto e, posteriormente seguem em direção caudal.

Localização: Situa-se na união da margem anterior do músculo masseter com a margem inferior do corpo da mandíbula, próximo à artéria facial.

Característica: Ponto de derivação pelo qual passa um canal de energia secundário do IG, que vai se alojar nos dentes; neste nível, o canal de energia principal do estômago dividi-se em dois ramos: um ascendente, que vai até a 30 região parietofrontal; e um descendente que vai até o pé; ponto de saída e de entrada da energia de defesa; ponto que rege mandíbula.

6) E6 Origem: Jianche

Interpretação do Nome: Por sua localização na região do masseter, próximo ao ângulo da mandíbila. O ato de abrir e fechar a boca confere movimentos a esse ponto.

Localização: Situa-se um tsun abaixo do lóbulo da orelha, sobre a saliência do músculo masseter, na mordida, ou reentrância no repouso, exatamente acima do ângulo da mandíbula.

Função energética: Harmoniza o Qi do estômago; fortalece os dentes e a mandíbula; melhora o Qi da articulação tempomandibular; remove a obstrução de Qi dos canais de energia; dispersa o vento e o frio perversos; faz a limpeza do calor perverso; relaxa os músculos faciais.

7) E7 Origem: Xianguan

Interpretação do Nome: Está situado no local estratégico responsável pela abertura e fechamento da boca e por estar abaixo do arco zigomático oposto ao VB3, o “guan superior”, que está acima do arco zigomático. Localização: Situa-se na incisura da mandíbula, depressão palpada logo baixo do arco zigomático e à frente da cabeça da mandíbula.

Função energética: Dispersa o vento, o vento-calor e o frio do yang Ming; melhora as funções energéticas da orelhera e da articulação temporomandibular; ponto específico para o tratamento das doenças maxilares.

8) E8 Origem: Touwei

Interpretação do Nome: “Defesa da cabeça”, por que está situado no ângulo frontal da implantação de cabelo que representa a posição de defesa.

Localização: Situa-se na região ântero-lateral da fronte, no nível do ângulo formado entre as implantações horizontal e vertical do cabelo, e quatro tsun laterais ao VG24. 31

Característica: Ponto de reunião com o canal de energia principal da vesícula biliar; alguns autores consideram como ponto de reunião dos três canais de energia tendinomusculares yang da mão. Função energética: Clareia a visão; dispersa o vento e o calor do yang Ming.

9) E36 Origem: Zusanli

Interpretação do Nome: Porque situa-se a três tsun do joelho. Localização: Situa-se a três tsun distal ao E-35 ( Dubai ) e a um tsun lateral à margem anterior da tíbia, entre os músculos tibial anterior e extensor comum dos dedos.

Característica: Estimular este ponto quando o doente sente uma dor que vai do joelho para a panturrilha, com a sensação de estar a perna quebrada; ponto Ho do canal de energia do estômago correspondente ao Movimento Terra; ponto que apresenta a máxima concentração de Energia Terra no canal de energia estômago; estimular este ponto para dispersar a Energia Perversa da parte média do corpo; estimular este ponto nas afecções energéticas do Estômago, com o abdome distendido; estimular este ponto quando o doente sente dores no Estômago e no Coração; quando se tem a impressão de que os membros superiores e inferiores perderam a sua ligação. Nas afecções crônicas das articulações, devido à Umidade, deve-se aquecer as agulhas e estimular o E-36; quando há Plenitude ou Vazio de Qi, excesso de Yin ou Yang, deve-se sempre estimular o E-36, tonificando-o ou dispersando-o. Quando há sintomas Yin no interior do corpo, deve-se tonificar o E-36. O ponto E-36 é o ponto de difusão de Qi para o Baixo do corpo, enquanto que o E-30 o é para o Alto. Nos distúrbios do Intestino Grosso e do Estômago, deve-se estimular os ponto da Bexiga e do Estômago, se não há resultado, estimular o E-36. Nos distúrbios de Wei Qi, deve-se dispersar a Energia estagnada do E-36 o mais rápido possível; estimular este ponto em todas as afecções do Intestino Grosso, tonificando-o se há Vazio de Qi,ou dispersando a Energia estagnada, se há Plenitude de Qi. Se o doente apresentar borborigmos, com sensação de que a Energia acomete a parte alta do corpo, com dificuldade respiratória, isto significa que a Energia Perversa penetrou no Intestino Grosso. 32 Neste caso estimular os pontos VC-6, E-37 e E-36. É um ponto regulador geral de Energia

Função energética: Tonifica o Qi Nutrição, o Qi e o sangue; regula, hamoniza e fortalece o Qi Mediano ( Baço/Pâncreas/Estômago ), regula e umedece os Intestinos; harmoniza e tonifica o Qi do Pulmão; tonifica o Qi dos Rins e do Yuan Qi; tonifica o Wei Qi, restaura o Yang Qi e forma o Jin Ye; faz circular o Qi e o sangue; aumenta a Energia Essencial; redireciona o Qi em tumulto; transforma a Umidade e a Umidade-Calor, drena a Umidade e a Umidade-Frio; dispersa o Vento e o Frio. Figura 7: localização dos pontos E1, E2, E3, E4, E5, E6, E7. Figura 8: Localização do ponto E8. 33 Figura 9: Localização do ponto E36.

10) IG2 Origem:Erjian

Interpretação do Nome: É o segundo ponto do canal de energia principal do intestino grosso e é um espaço com limites definidos. Localização: Situa-se em uma cavidade distal à articulação metacarpofalangiana, na margem lateral (radial) do dedo indicador, onde também se localiza o prolongamento de um sulco com a mão fechada.

Característica: Ponto Iong e de dispersão do canal de energia principal do IG

Função energética: Fortalece o Qi da garganta; faz circular o Qi do canal de energia Yang Ming; dispersa o calor-vento do Yang Ming; dispersa o calor da garganta.

11) IG3 Origem:Sanjian

Interpretação do Nome: É o terceiro segundo ponto do canal de energia principal do intestino grosso e é um espaço com limites definidos.

Localização: Situa-se na margem lateral do 2° metacarpo, em uma reentrância proximal à articulação metacarpofalângica; fechar a mão para localizar.

Característica: Harmonizar o Qi do IG; dispersar o calor do Yang Ming; descongestiona o Qi estagnado da garganta; transforma a umidade-calor 34 Função energética: Ponto de acupuntura Iu do canal de energia principal do IG corresponde ao movimento madeira.

12) IG4 Origem:Hegu

Interpretação do Nome: Chame-se Hegu por sua semelhança anatômica com o vale e essa semelhança se acentua com o movimento de abdução do polegar.

Localização: Situa-se na metade do 2° metacarpo, entre o 1° e 2° ossos metacarpo, ou sobre a saliência muscular, quando se faz a adução do polegar.

Característica: Ponto Yuan do canal de energia principal do IG, onde chega a energia Luo transversal do canal do Pulmão. Usá-la em saco de distúrbio do Qi do canal de energia Luo do IG e nos distúrbios do canal de energia tendinomuscular do IG. Função energética: Facilita o trânsito e a descida dos alimentos do estômago para os intestinos; libera o calor perverso interno para a superfície do corpo; dispersa o vento, o vento-frio e o vento-calor; dispersa o excesso de Xin Qi; promove a desobstrução de Qi estagnado dos canais de energia; ativa a circulação de Qi e de Xue nos vasos sanguíneos; clareia a visão; reanima o estado de inconsciência; transforma a mucosidade, a umidade-calor; tonifica o Wei Qi.

13) IG6 Origem:Pianli

Interpretação do Nome: “Passar para o caminho do lado”, por que é o ponto Luo por onde desvia o Qi do canal de energia Yang Ming da mão para o canal de energia Tai Yin da mão. Localização: Situa-se na margem postero lateral do antebraço, a três tsun da prega do dorso do punho, sobre uma linha traçada entre o IG-5 e o IG-11, no cotovelo.

Característica: É o ponto Luo do canal de energia principal do IG de onde partem os canais de energia Luo longitudinal e transversal para o ponto P9 do canal de energia principal do pulmão. Puncionar esse ponto nos casos de plenitude do canal de energia Luo longitudinal do IG. 35

Função energética: Harmonizar via das águas; faz circular o qi nos canais de energias turvas; dispersa o calor e o vento perversos; descongestiona o Qi estagnado da garganta.

14) IG7 Origem: Wenliu

Interpretação do Nome: è o ponto Xi do canal de energia Yang Ming da mão onde permanece grande concentração de Qi e Xue e, por ser o Qi de caráter Yang, possui temperatura morna. Localização: Situa-se a dois tsun craniais ao IG-6 ou a 5 tsun cranialmente à prega do dorso do punho, na linha traçada entre o IG-5 e o IG-11.

Característica: Ponto Xi do canal de energenia principal do IG; puncionar esse ponto nos casos de parada de circulação de Qi do canal de energia principal do IG.

Função energética: Acalma a mente; harmoniza o Qi do IG; fortalece o Qi do yang Ming e do IG; transforma a umidade; umidece a garganta e fortalece a língua.

15) IG10 Origem:Shousanli

Interpretação do Nome: Está situado aproximadamente a 3 tsun da extremidade do cotovelo.

Localização: Situado a dois tsun distais ao IG-11, na linha traçada entre o IG-5 e o IG-11.

Função energética: Harmoniza o Qi do estômago e do IG; regulariza e harmoniza o Q do aquecedor médio; faz transitar o Qi nos canais de energia Luo; dispersa o vento perverso; promove a desobstrução da estagnação de Qi nos canais de energia.

16) IG11 Origem:Quchi

Interpretação do Nome: Está situado na extremidade lateral da prega de cotovelo. Localização: Situa-se em uma reentrância na extremidade lateral da prega de flexão do cotovelo, ou a meia distancia entre P5 e o epicôndilo lateral, com 36 cotovelo em flexão de 90°. A agulha deve ser direcionada para o epicôndilo medial.

Característica: Ponto Ho do canal de energia principal do IG correspondendo ao Movimento Terra.

Função energética: Regulariza a circulação de Qi e de Xue (sangue) nos canais de energia; harmoniza a energia essencial e o Xue (sangue); fortalece o Xue; fortalece as articulações; elimina o vento perverso e a umidade; elimina o calor perverso do Yang Ming; refresca o calor, reduz a febre; transforma a umidadecalor; regulariza e umedece o IG; regulariza o pulmão.

17) IG 19 Origem:Heliao

Interpretação do Nome: Está situado próximo a boca (por onde entra os alimentos) e ao palpa-lo nota-se pequena depressão óssea.

Localização: Situa-se a meio tsun lateral ao ponto de acupuntura VG26, situado no filtro nasal.

18) IG20 Origem:Yingxiang

Interpretação do Nome: “Receber fragrância” porque o ponto ao ser puncionado é capaz de desobstruir o nariz e recuperar o olfato.

Localização: Situa-se entre o sulco nasolabial e a asa do nariz, a meio tsun desta.

Característica: Ponto de acupuntura do lado direito provém do canal de energia principal do Intestino Grosso do lado esquerdo, e eles se cruzam no ponto VG26; ponto de acupuntura de onde parte um canal de energia secundário para o assoalho da órbita, para se formar a circulação de energia superficial com o canal de energia principal do estômago.

Função energética: Circula o Qi do nariz; dissipa o vento, o vento-frio e o ventocalor; dissipa o calor perverso alojado no Qi; remove a estagnação de Qi do nariz. 37 Figura 10: Localização do ponto IG2, IG3, IG4, IG6, IG7, IG10, IG11 Figura 11: Localização do ponto IG19, IG20

19) VB12 Origem:Wangu

Interpretação do Nome: Está situado próximo ao processo mastóide. Localização: Situa-se em uma reentrância óssea localizada posterior e abaixo do processo mastóideo. Fletir o pescoço para sua determinação. 38

Característica: Ponto canal de energia principal da VB que recebe os canais de energia secundários dos canais de energia triplo aquecedor e da bexiga.

Função energética: Acalma a mente; dispersa a umidade-calor, o vento e o frio; acalma convulsões.

20) VB13 Origem:Benshen

Interpretação do Nome: “Shen Basal”, por que relaciona-se internamente com o encéfalo que é a base da vida e trata patologia relacionada a mente.

Localização: Situa-se na região frontal, a três tsun da linha mediana anterior, na horizontal que passa pelo ponto VG24.

Característica: Ponto de reunião do canal de energia principal da VB com o canal de energia curioso Yang Wei; ponto de reunião dos canais de energia tendinomusculares Yang da Mão.

Função energética: Acalma convulsões; dispersa a umidade-calor, o vento e o frio.

21) VB14 Origem:Yangbai

Interpretação do Nome: Está situado na região frontal Yang do corpo e ao ser puncionado clareia a visão.

Localização: Situa-se na região frontal, a um tsun acima do meio do supercílio.

Característica: Ponto de reunião do canal de energia principal da VB com o canal de energia curioso Yang Wei e o canal de energia da Bexiga.

Função energética: Clareia a visão; aumenta a circulação de Qi nos canais de energia; dispersa o vento e o calor perverso. 39 Figura 12: Localização do ponto VB12 Figura 13: Localização do ponto VB13, VB14

22) B1 Origem:Jingming

Interpretação do Nome: Porque o ponto ao ser puncionado clareia a visão.

Localização: Situa-se a um fen acima e para fora do ângulo medial do olho.

Característica: É o ponto de acupuntutra que recebe os canais de energia secundários dos canais de energia principais do intestino delgado e do estômago, assim como dos canais de energia curiosos Yang Qiao e Du Mai; é o lugar onde ocorre a alternância do Yin e do Yang no corpo. Nesse ponto, o Yang Qiao Mai e o Yin Qiao Mai se separam. O primeiro entra no yang, e o segundo no yin; a partir 40 desse ponto a água orgânica proveniente do Shen (rins), por meio do canal curiso Yang Qiao, penetra no encéfalo.

Função energética: Nutri o Yin Qi; aumenta a energia água; clareia a visão; dispersa o vento e reduz o calor perverso do Tai Yang.

23) B2 Origem:Zanzhu

Interpretação do Nome: “Bambuzal”, porque o supercílio tem formato de bambu e os pontos estão situados na extremidade medial dos dois supercílios, local onde juntam bambu.

Localização: Situa-se na extremidade medial do supercílio, onde existe uma pequena reentrância óssea.

Função energética: Clareia a visão; dispersa o vento e o calor perversos.

24) B8 Origem:Luoque

Interpretação do Nome: “Ir cominucar e retornar”, porque é olocal de onde o canal de energia principal da bexiga parte em direção ao encéfalo, interligando-o, e retorna a esse mesmo ponto.

Localização: Situa-se a um e meio tsun posterior ao B7, na parte alta da vertente posterior da cabeça e, a um e meio tsun laterais à linha mediana.

Função energética: Acalma a mente; reanima o estado de inconsciência; dispersa o vento perverso. Figura 14: Localização do ponto B1, B2. 41 Figura 15: Localização do ponto B8

25) ID18 Origem:Quanliao

Interpretação do Nome: Porque está sitiuado em uma depressão óssea do osso zigomático.

Localização: Situa-se na vertical que passa pelo ângulo lateral do olho, em uma reentrância muscular abaixo da margem inferior do osso zigomático.

Característica: Ponto que envia um canal de energia secundário para o ponto B1 do canal de energia principal da bexiga, ocorrendo a ligação do Tai Yang da mão (intestino delgado) com a Tai Yang do pé (bexiga); ponto que recebe um canal de energia secundário do canal de energia do triplo aquecedor; ponto de reunião dos canais tendinomusculares Yang do pé

Função energética: Dispersa o vento e o frio perverso; faz a limpeza do calor perverso. Figura 16: Localização do ponto ID18 42

26) F3 Origem:Taichong

Interpretação do Nome: “Grande impulsão”, porque é o ponto Yuan do canal de energia Jue Yin do pé que recebe o Qi do canal de energia curioso Chong Mai. Possui grande quantidade de Qi, portanto é um ponto com grande impulsão de Qi.

Localização: Situa-se no dorso do pé, no espaço entre o 1° e 2° ossos do metatarso e a um e meio tsun proximais ao F2.

Característica: Ponto fonte do canal de energia principal do fígado; ponto IuYuan do canal de energia principal do fígado correspondendo ao movimento terra; ponto do canal de energia principal do fígado que recebe um canal de energia Luo transversal do canal de energia principal da vesícula biliar.

Função energética: Harmoniza e tonifica o Qi do fígado e o Sangue; harmoniza o Qi e o Dan Qi (Vesícula Biliar); redireciona o Qi em tumulto contracorrente; dispersa a umidade-calor; faz a limpeza do fogo do fígado e do calor; refresca o sangue; relaxa os tendões e os músculos. Figura 17: Localização do ponto F3

27)VG16 Origem:Fengfu

Interpretação do Nome: “O palácio do vento” porque é o local onde há concentração de afecções causadas por vento perverso.

Localização: Situa-se na nuca, sob a protuberância occipital externa, na linha mediana do corpo, ou a um tsun acima da linha de inserção dos cabelos. 43

Característica: Ponto que recbe a energia do canal de energia curioso Yang Wei Mai e principal da bexiga, a partir desse ponto, o VG envia canais de energia secundários para o encéfalo; vento perverso pode penetrar através deste ponto de acupuntura e atingir o encéfalo, provocando: calafrios, sudorese, dores de cabeça, peso no corpo e temor ao frio; local de concentração de energia de defesa; ponto onde termina o Luo longitudinal do VG; é um dos pequenos pontos “janela do céu”.

Função energética: Circula os Qi perverso dos três yang; circula o yang do corpo; harmoniza o pulmão; clareia a mente; guarda o Shen no coração; dispersa o vento, o vento-frio e o vento-calor.

28) VG27 Origem:Duiduan

Interpretação do Nome: Porque está situado no tubérculo do lábio superior da boca, na extremidade inferior do filtro labial.

Localização: Situa-se no tubérculo do lábio superior, na linha mediana da pele.

Função energética: Harmoniza o Qi contracorrente do Yin e do Yang; acalma o Shen (mente), resguarda a vontade; apaga o calor interno e dispersa o vento perverso. Figura 18: Localização do ponto VG16 44 Figura 19: Localização do ponto VG27

29) VC24 Origem:Chengjiang

Interpretação do Nome: “Recipiente da saliva”, porque está localizado no sulco mentolabial, local que recebe saliva quando se exterioriza pela boca. Localização: Situa-se na linha mediana anterior da face, no sulco mentolabial.

Característica: Ponto de partida dos canais de energia secundários que contornam os lábios e as gengivas para se unirem ao VG28, e ao canal unitário Yang Ming no ponto E1; ponto de união Yin à Yang.

Função energética: Aumenta a circulação de Qi do canal de energia; relaxa os tendões, os músculos e as articulações; dispersa o vento e o frio perverso; dissipa a umidade e a mucosidade; faz a limpeza do fogo contracorrente. Figura 20: Localização do ponto VC24 45 6.1 PONTOS EXTRAS

A) Taiyang Interpretação do Nome: Situa-se na cabeça, local de confluência de Yang Qi do corpo e o ponto trata cefaléias provocadas pelo excesso de yang. Localização: Situa-se na tempora, aproximadamente a um tsun para trás do ponto médio, entre o extremo lateral do supercílio e o ângulo lateral do olho. Função energética: Dispersa o vento e o vento-calor perverso da cabeça; clareia e refresca os olhos; dispersa o vento interno do fígado.

B) Yuyao Interpretação do Nome: “Cintura do peixe”, porque a sobrancelha é comparada ao peixe e o ponto situa-se no meio do corpo do peixe. Localização: Situa-se em uma reentrância óssea, localizada no meio da sombracelha, na vertical que passa pela pupila dos olhos.

C) Jianchengjiang Interpretação do Nome: São dois pontos situados bilateralmente ao VC24, parece prender o ponto VC24, pelos dois lados. Localização: 1 ½ tsun lateral ao VC 24, onde se encontra o forame mental, na linha vertical que passa pelo ponto E4.

D) Qianzheng Interpretação do Nome: “Conduzir à posição correta”, porque endireita o desvio da face provocada pela paralisia facial. Localização: Situa-se na região pré-auricular, a meio tsun anterior ao lóbulo da orelha 0.5 a 1.0 tsun anterior ao lobo auricular.

Por: Francimeire Tavares Ramalho Amorin - Monografia - Pós-Graduação Lato Sensu em Acupuntura - Recife Pernambuco – BRASIL 2007

Estudo de Caso - Paralisia Facial

 

Veja também em nosso site:

1) Acupuntura está indicada para tratar que casos?  

2) A PRÁTICA DA ACUPUNTURA 

3) Vídeo: Tratamento com Acupuntura 

4) Tabagismo! Vamos dar um ponto final nisso

5) AVISO IMPORTANTE 

6) PARA EVITAR ENFERMIDADES

7) Exercícios Respiratórios e seus muitos Benefícios - AULA

8) Alimentoterapia - Tratamentos pela alimentação

9) Reflexões do Terapeuta - Máximas, Frases e Mensagens

10) Lian Gong - Uma Atividade Física fácil, de Excelentes Resultados

11) Os melhores remédios para os nossos sofrimentos

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Veja Também:

Artigos Relacionados


Olá, deixe seu comentário para Estudo de Caso - Paralisia Facial

Enviando Comentário Fechar :/